Ao passar dos anos, na história da evolução humana houve uma perda considerável do contato do homem com o sol, uma vez que os espaços abertos deram lugar para grandes paredes, janelas e portas. Isso de certa forma foi benéfico para o homem. Entretanto existem inúmeros benefícios de se estar em contato direto com a luz solar como por exemplo: a melhora do humor e a produção de vitamina D no organismo.

Mas quais seriam as vantagens do uso da luz natural na arquitetura? Bem, além dos benefícios para o corpo e mente, já citados, vale lembrar que a luz natural aumenta a percepção dos espaços, o que é imprescindível para empresas e espaços não tão grandes, reduz o consumo de energia, uma vez que a luz natural já faz o papel de iluminar e ainda é uma forma de se tornar ecologicamente correto, sendo também uma ferramenta de marketing.

O Brasil é um país geograficamente beneficiado pelo sol, uma vez que temos uma alta incidência de raios solares durante todo o ano. A partir disso é de responsabilidade de arquitetos e designers usarem e abusarem desse fator, desenvolvendo cada vez mais ambientes que possam promover todos os benefícios que a iluminação natural pode trazer.